01/10/2014
por Douglas Vasquez
comentários

Antes de começar esse post preciso deixar claro que não li inteiro o livro que inspirou a produção do filme ainda. 

O filme começa com Thomas subindo pelo elevador direto à clareira. Ele não se lembra onde está e nem o seu nome, não se lembra como foi parar ali. O primeiro filme da saga “Maze Runner” inicia de uma forma positiva, conta a história de Thomas, recém chegado à uma clareira onde vivem apenas meninos. Nem um deles tem memórias de suas vidas antes de irem parar naquele lugar, um por mês, há 3 anos. Tudo que sabem, é que estão cercados por um labirinto extremamente perigoso e que muda de direções durante a noite.

Tudo começa ir pra frente e mudar quando Thomas chega ao lugar. Curioso, ele parece ser a chave para todo o mistério, que não grada a todos. Com o passar de alguns dias chega Teresa, inesperadamente e a única garota a subir pelo elevador. E é então que a história começa a se conectar. Se eu falar demais sobre a história vai sair spoiler, hehe.

The Maze Runner2

A atuação de Dylan é brilhante no filme (coisa que eu já esperava) e os efeitos são bem trabalhados quando dentro do labirinto, as paredes se movem, o chão se abre tudo o que os “corredores” podem fazer é correr por suas vidas. Kaya, que interpreta Teresa, também dá aquele charme que só ela ~à brasileira~ tem. O elenco também conta com Will Poulter (que interpretou Eustáquio lá em As Crônicas de Nárnia) e sem querer interpreta o antagonista do filme e Thomas Sangster (quem vê Doctor Who sabe de quem eu tô falando) interpretando o melhor amigo.

O filme no geral é cheio de cenas emocionantes e em mais de duas horas de duração prende a sua atenção e fôlego à cada cena.

Quando eu fui ver o filme com meu melhor amigo, na rede de cinemas Cinemark, estavam vendendo um combo que incluia um balde de pipocas MASTER GIGANTE (sim!!!!) e uma bolsa do filme. Como não fiz questão da bolsa, comprei apenas o balde de pipocas por 17 dilmas.

The Maze Runner1

Filme x Livro

Na bilheteria do cinema estavam entregando a amostra grátis com dois capítulos do primeiro livro, eu li e frisando o que eu disse no começo do post: não li o livro inteiro ainda. E dois capítulos foram o suficiente pra perceber tamanha diferença do livro para o filme! É bem diferente, pelo menos no começo e eu fiquei bastante surpreso. Para não revelar mais spoilers, vou apenas contar unzinho bem simples: No livro Thomas se lembra de seu nome enquanto sobe (o longo) elevador rumo à clareira e por lá as coisas são bem diferentes.

Resumindo, o filme é fantástico (pelo menos até agora) e no final só vai te dar um gostinho de quero mais. Quando tudo parece solucionado, já dizia Selena Gomez, “nem tudo é o que parece ser“.

Confira o trailer legendado do filme:

GOSTOU? COMPARTILHE O POST:
Enaltecendo a cultura pop desde 2014

Layout por Young Design | Programação por iDVisual Design
BOP TO THE TOP!