19/07/2015
por Douglas Vasquez
comentários

MADRE MONSTER

Comecei esse desafio criado pela Vic do Borboletando com um dos meus álbuns favoritos e agora dou continuidade à lista com o favorito do meu melhor amigo. Expliquei como funciona o desafio no primeiro post, então se alguém quiser fazer também é só ir até lá e usar essa listinha cheia de amô aqui.


TEMA 02/52 “O FAVORITO DO  MEU MELHOR AMIGO (A)”

Meu relacionamento complicado com o “Born This Way” começou lá no lançamento dele, quando ainda era um grande guilty pleaure pra mim. Meu amigo Fernando era fan die hard da Gaga e por causa dele eu acabava sabendo de tudo sobre a vida da cantora, tudo mesmo, via os clipes quando lançados e ouvia as músicas que vazavam, mas naquela época, gostar de Lady Gaga era se declarar anti-cristão. Cheia de polêmicas, mas mesmo assim eu ouvia bem escondidinho Judas e dançava uma coreografia improvisada.

Anos depois, ele se torna o álbum favorito do meu melhor amigo, João Luis e eis que o “BTW” entra na minha vida novamente, só que dessa vez eu decidi abraçar esse mundo Gaga e whatever para o que os outros pensam.

Lançado em Maio de 2011, é o segundo álbum de estúdio da cantora – o EP “Monster” não conta como álbum completo, tá? -, tem 14 faixas em sua edição simples, 17 na edição especial e contou com 5 singles durante toda a sua era. O álbum foi finalizado em poucos meses e Gaga garantiu que aquele era o seu melhor trabalho até então, aclamando o disco como o hino da geração, e não poderia estrar mais certa. Mesclando diversos ritmos musicais, como o metal, house, um pouco de opera e disco ao já familiarizado pop, ela criou o monstro que mais tarde se tornaria insuperável até mesmo pela mamãe.

O primeiro single foi o filme clipe de 7 minutos de duração, que introduz a Mother Monster a criação de seus monstrinhos em uma música que abraça todas as diferenças. É realmente o hino da geração. Seguido por Judas, o clipe mais polêmico da era, sem dúvidas, onde ela canta sobre ter seu amor traído. “Born This Way” recebeu críticas muito boas e alcançou vários números no topo das paradas. A turnê “The Monster Ball Tour“, que passou pelo Brasil, está entre as turnês mais lucrativas do mundo.

 

Os singles seguintes foram The Edge Of Glory (o meu favorito de todos), Yoü & I, Marry The Night e Hair respectivamente, tendo o último apenas como promocional para encerrar a era. Apesar de todo o incrível trabalho neste álbum, ele não é o meu favorito da Gaga, perdendo até para o subestimado ARTPOP, me julguem.


CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Born This Way (2011) – ouça no Spotify, Deezer e Rdio.

Melhores músicas: Marry The Night, Hair, Judas, Fashion of His Love, Highway Unicorn (Road to Love) e The Edge Of Glory

Pior música: The Queen, Electric Chapel e Bloody Mary (não ruins, mas não as melhores)

Não deixe de ouvir: Born This Way e Black Jesus + Amen Fashion

Por que você deveria ouvir? É um álbum incrível e parada obrigatória para quem gosta de música pop.

Na escala de 1 a 5 Joãos joinhas, quanto o “Born This Way” vale?

JOAO JOINHA

(A escala de classificação é totalmente inspirada na da Vic, give her some love!) ♥

Quem quiser me seguir nas redes sociais:

Facebook ☁ Twitter ☁ Youtube ☁ Instagram ☁ Tumblr 

GOSTOU? COMPARTILHE O POST:
Enaltecendo a cultura pop desde 2014

Layout por Young Design | Programação por iDVisual Design
BOP TO THE TOP!